Quem nos protege é a lei de Deus

Esta semana recebi duas notícias, enviadas pelo amigos protetores Jane Cucatto do Vira Lata & Cia. e do Alexandre Domingues do Pet Rede que me fizeram desacreditar de vez na espécie humana.

Dois casos em que nossos representantes do poder judiciário, deixaram muito a desejar em relação ao respeito aos animais.

Em um dos casos, até que houve um início de preocupação com eles, mas no segundo caso, me gerou uma revolta enorme, visto que, a vida desses animais está nas mãos de outros animais, os ditos “racionais” e é por isso, que prefiro os irracionais.

O primeiro caso é do Urso, um simpático guapeca, que foi abandonado pelo casal ATÍLIO e MARLENE DALLAGNOL após sua mudança. Uma atitude que é bem conhecida, de descaso, irresponsabilidade e desrespeito a um ser vivo, mas que está cada vez mais comum.

O Urso foi abandonado para morrer no quintal de sua casa, mas a vizinha desses idiotas informou à Associação Cidadã de Proteção aos Animais (ACIPA), que resgatou o animal e lhe prestou, durante um mês, todo atendimento veterinário necessário, para se recuperar de um quadro severo de pneumonia, desidratação e desnutrição.

Conseguiram inclusive doá-lo a uma família, mas ele acabou sendo sacrificado dias depois, em virtude de cinomose, por conta de seu estado debilitado.

O juiz decidiu por um ajustamento, e os responsáveis pelo abandono do animal foram multados em um salário mínimo (R$ 465) a ser depositado em favor do Conselho da Comunidade e obrigados a ressarcir R$ 500 à Associação Cidadã de Proteção aos Animais (Acipa), que bancou os gastos veterinários na tentativa de recuperar o cachorro abandonado pela família.

Essa quantia é muito pouco por uma vida tirada Sr. Juiz, a falta de uma punição adequada aos infratores é inadmissível. Abandonar um cachorro à morte é crime!!!

O pior de tudo, é que na cidade de Cascavel, não existe um centro de zoonoses, mas pelo que temos visto pelo país, talvez seja melhor assm.

O segundo caso é bem pior e com um final muito bem mais triste.

Uma professora universitária cuidava sozinha de 26 animais em sua casa. Sem ajuda de ninguém, ela retirou das ruas esses cachorros e gatos e deu-lhes comida, proteção, cuidados e principalmente UM LAR.

Mas não é que uma infeliz de uma EX vizinha, resolveu denunciá-la para a polícia pois, segundo ela, os animais faziam muito barulho e cheiravam mal.

O juizinho que recebeu a ação (provavelmente achando que não era um caso digno de sua capacidade), Sá Duarte, decidiu que ela terá que escolher dois cachorros e dois gatos para cuidar, e que o resto será enviado ao CCZ, para serem sacrificados posteriormente.

Este cretino, no alto de sua imbecilidade e arrogância, imputa a esta mulher, decidir qual de seus cachorros e gatos, irá viver e qual irá morrer, pelo simples fato, de sua EX vizinha, Carmen Balbino Bernardino, achar os cachorros barulhentos e fedidos…
A professora Wendy Ann Carwell, tinha feito melhorias na casa para reduzir o barulho e o odor, tinha construido um gatil, castrou os animais e ainda mantinha os animais limpos e saudáveis. Perceba que esta, era a obrigação da prefeitura, não dela!!

Mais um detalhe que torna esse idiota, um sacripanta completo é que outros cinco vizinhos informaram-lhe que os animais são bem tratados e nunca incomodaram ninguém.

Os cinco vizinhos dela não tinham nenhuma queixa, muito pelo contrário, mas uma EX vizinha fez esse idiota decretar a morte de 22 animais e pior de tudo, fez com que a protetora escolhesse quais seriam mortos. Segundo ele, Wendy teria feito uso anormal da propriedade e interferiu na vida dos vizinhos.

Eu espero de coração, que o Sr. Sá Duarte encontre com a Carmen Balbino Bernardino, o Atilio e Marlene Dallagnol, o mais breve possível, no lugar onde Deus reservou para pessoas que mal tratam animais.

Feliz Dia das Mães de Cachorros

Hoje é o dia que comemoramos ao lado de nossas mães, um dia para celebrar o amor que somente uma mãe ou um pai pode ter por seus filhos.

Mas muitas vezes esquecemos daquelas, que por algum motivo qualquer, não tiveram filhos, mas que teem pelos cachorros o mesmo amor e carinho, que uma mãe tem por seus filhos.

São as Mães de Cachorros.

Pode soar estranho para alguns, mas com certeza você já conheceu algumas.

Minha esposa é uma delas!

O amor que ela dedica à nossa cachorra e aos animais, é algo imensurável, é uma relação maravilhosa, somente explicada pelo amor de uma mãe por um filho!

Por isso gostaria de parabenizar a todas estas Mães de Cachorros, Mães de Gatos, Mães de Coelhos, enfim todas as Mães de Animais pois se o mundo é melhor por conta dos animais, ele é ainda melhor por conta delas!

Mari, obrigado por ter adotado a Bacci, a Bechamel, a Maysa, a Cher, a Chalana, … como se fossem suas filhas e por ter me feito ver, o quanto os animais são importantes para nós!

Feliz Dia das Mães de Cachorros!! Eu amo você!!!

A Vitória das Focas



O mundo conseguiu uma grande vitória!

Dando sequência ao post anterior, onde eu falei sobre o “esporte” que se tornou a matança de focas no Canadá, enfim uma boa notícia surgiu!

Após uma batalha muito grande, várias entidades protetoras unidas e a opinião pública do mundo inteiro indignada, a União Européia deicidiu, com grande maioria de votos, a banir todo e qualquer produto oriundo da matança de bebês foca do Canadá!



A Europa dá um passo gigantesco, para o fim da barbárie praticada, por caçadores mercenários, que arrancam a pele das focas, com poucos meses, ainda com vida, na frente de suas mães indefesas.

E para quê? Para madames aristocratas, exibirem seus lindos casacos de pele, em festas suntuosas e arrogantes.

Isso não significa que o massacre acabou, mas a procura por esses produtos, diminuirá consideravelmente por via de consequência, a caça também.

Os olhos do mundo estarão voltados para o Canadá, pois em 2010 ocorrerá as Olimpíadas de Inverno, é o momento mais oportuno, para se pressionar o governo e banir de uma vez por todas, essa prática edionda, contra animais indefesos.
Abaixo está o link, para enviar seu protesto ao governo canadense, onde você pode fazer parte, deste grande movimento mundial e dar, a sua cota de contribuição, para um mundo mais digno.

http://www2.peta.org/site/R?i=Spac-EkevBs6vohOyWz4jQ

McHorror – Você sabe como é feito o seu Nuggets?

Este post, não tem a intenção de torná-lo vegetariano, eu mesmo não sou.

Também não tem a intenção de pedir para você, não frequentar mais o seu fast food preferido.

Assim como esta, não é a intenção da PETA, organizadora da campanha!

A nossa intenção é trazer informações, para lutarmos por meios decentes e dignos de abate dos animais, apenas isso.

O animal que comemos, não precisa passar por sessões de tortura, e crueldade que assombrariam qualquer um.

A sua carne não precisa vir acompanhada deste sofrimento, completamente desnecessário, ou você acha que toda esta maldade não fica incorporada nela?

Preferi não postar nehuma foto, nem descrever os métodos de abate, utilizados pelo fast-food em questão, ninguém é obrigado a ver, nem saber, muito menos tomar partido.

Mas se eu consegui fazer você parar para pensar, por um minuto que seja, que não é necessária essa crueldade, para o seu sanduiche chegar na sua mesa, então o meu dever foi cumprido!

Coma carne sossegado, sem culpa, aprecie sua refeição, mas se puder escolher, procure alimentos que não sujeitam o animal a sofrimentos “desumanos”, como nuggets, vitela, fois gras, etc..

Se você ainda assim, quiser saber um pouco mais, embaixo está um vídeo, que poderá lhe mostrar mais a respeito do que eu disse. As imagens são fortes demais, só assista, se realmente estiver pronto para isso.

Você pode ajudar, entrando nesta página e assinar a carta feita pela PETA e endereçada à direção do fast-food, pedindo apenas, métodos menos cruéis de abate.

Fonte:http://www.mccruelty.com/why.aspx

Falta de Respeito com a Vida!

“A Sociedade Amigos dos Animais (Soama) protesta contra a superlotação de cães em chácara da ONG São Virgílio da Sexta Légua (RS), próxima a Caxias do Sul; segundo o site do jornal gaúcho “O Pioneiro”, o objetivo da ação é evitar que mais animais sejam abandonados nas proximidades.

A chácara tem capacidade para 1.800 animais e há semanas em que até 10 bichos são deixados perto do local, publicou o jornal Porthus Junior/RBS”

Fonte: http://noticias.uol.com.br/album/090424_album.jhtm?abrefoto=29

O que realmente me irrita ao ver este tipo de coisa, é que as pessoas, ao invés de colaborarem com uma iniciativa maravilhosa como esta da Soama, se aproveitam da benevolência e do espírito protetor destas pessoas, para facilitar a transferência da responsabilidade.

É muito fácil e cômodo, para este bando de ignorante e imbecis, largarem aqui seus cachorros, que cresceram demais, ou que fizeram xixi no tapete, ou que rasgaram o sofá.

Na mente torpe desses infelizes, a Soama irá cuidar, então não tem problema se livrar do seu animal de estimação… É apenas um erro que foi reparado, um incômodo que foi resolvido, ou uma atitude impulsiva que foi contornada.

Vida?

Para eles, animais não são gente, não sofrem, não sentem a falta dos seus donos, não sentem frio, não sentem fome, não ficam doentes… Para eles é apenas algo que passou, que não tem mais serventia, nem valor.

Para esse tipo de gente, não existe castigo maior que eu possa desejar, do que nunca na vida, ter o amor, a dedicação e a fidelidade de um cachorro por perto…Apenas isso!

Smoky a cadela soldado



Smoky, uma Yorkshire Terrier, nasceu em 1943, mas foi encontrada perdida na floresta da Nova Guiné em 1944.

Tudo levava a crer, que ela pertencia aos japoneses, mas ao ser levada à um campo de concentração, não respondia a nenhum comando em japonês, muito menos em inglês.

Smoky foi então vendida por US$ 6,44 (dinheiro este, usado nos jogos de poker), ao cabo William A. Wynne, que servia no esquadrão aéreo de reconhecimento fotográfico. A partir deste dia, eles nunca mais se separaram.

Nos dois anos seguinte, Smoky e William participaram juntos de diversas missões, sobrevivendo às duras condições climáticas da floresta da Guiné e Rock Island.

Smoky dormia na tenda jundo com William, em uma mochila preparada para isso e dividiam a ração de comida que lhe era cabida. Ela não recebia comida especial, nem tratamento médico, no entanto, nunca ficou doente.

Smoky realizou doze missões de combate e ganhou oito estrelas de batalha. Ela sobreviveu a cento e cinquenta raids aéreos na Nova Guiné e atravessou um furacão em Okinawa. Ela pulou de ma torre de trinta pés, com um para-quedas especialmente feito para ela. Smoky ainda salvou a vida de William e outros soldados ao longo da guerra.



Nas horas vagas, Smoky aprendeu vários truques e entretia as tropas, truques estes, que depois foram usados nos hospitais para animar os pacientes feridos de guerra. Esta nova missão, lhe garantiu da revista Yank Down Unde o prêmio de “Mascote Campeã do Sudoeste do Pacífico“.

Ela se tornou heroina novamente, quando ajudou os engenheiros a construirem a base aérea do Golfo de Lingayen, Luzon. Eles precisavam passar um cabo de telégrafo, por um conduite de setenta pés e penas 8 polegadas de diâmetro, apenas Smoky, com seus 2 kilos, poderia realizar o feito.

Smoky ajudou também em um trabalho de escavação, que iria durar três dias com métodos normais, em apenas algums minutos, sem por em perigo nenhum soldado, nem a missão de transporte dos caças de reconhecimento.

Ao voltar para os EUA, Smoky e William, foram saudados como heróis e seus feitos foram divulgados por toda a imprensa, tornando-a famosa pelo país inteiro, tanto que, nos dez anos seguintes, a dupla viajou fazendo apresentações, aparecendo em programas de televisão, divertindo os veteranos de guerra nos hospitais e até estrelando filmes.

Foi erguido um monumento à Smoky em Eastlake Doggy Park, Cleveland, onde diz: “O menor soldado da II Guerra Mundial e o mais famoso cão de guerra“. No Dia do Veterano de 2005, uma nova escultura foi criada em Cleveland Metroparks, na Reserva de Rocky River, em Ohio, esculpida por Susan Bahary perpetua uma famosa foto dela, onde ela está sentada dentro de um capacete de guerra(primeira foto).

Segundo investigações do Animal Planet, Smoky foi o primeiro cachorro terapeuta que se tem registro, seu trabalho começou em 1944 no 233º Station Hospital na Nova Guiné, onde ela acompanhava as enfermeiras que cuidavam das vítimas da invasão da Ilha Biak, foram doze anos de serviços prestados nesta área.

Smoky agora virou livro ” Yorkie Doodle Dandy” e você pode comprá-lo no Amazon, através deste link: Yorkie Doodle Dandy

Após a morte de Smoky, seu obituário foi publicado, contando seus feitos. Foi então que Grace Guderian ligou para William e lhe contou, que em 1944 ela trabalhava como enfermeira na Nova Guiné e havia ganho de natal uma Yorkshire de natal, chamada Christmas, mas ela havia perdido a cachorra, bem próxima do local onde Smoky foi encontrada.

Coincidência ou não, Smoky sempre respondia quando ouvia a palavra Christmas

Fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Smoky_(dog)

Apenas um Cão

“Durante o tratamento de Grace e após a sua morte, escutei de algumas pessoas: ‘Pára com isso! É apenas um cão!’
Ou então: ‘Mas é muito dinheiro para se gastar com isso! É apenas um cão!’

Algumas pessoas não sabem do caminho percorrido, do tempo gasto ou dos custos que significam ‘apenas um cão’.

Muitos dos meus melhores momentos me foram trazidos por ‘apenas um cão’.

Por muitas horas em minha vida, minha melhor companhia era ‘apenas um cão’.

Muitas de minhas tristezas foram amenizadas por ‘apenas um cão’.

E naqueles dias ruins, em que nada deu certo, eu tive o toque gentil de ‘apenas um cão’.

‘Apenas um cão’ faz aflorar em mim a compaixão e o amor pelo próximo.

Por causa de ‘apenas um cão’, eu olho com mais amor para o futuro. Porque para mim e para pessoas como eu, não se trata de ‘apenas um cão’, mas da incorporação de todos os sonhos e esperanças, das lembranças afetuosas do passado, da pura felicidade do momento presente.

‘Apenas um cão’ me faz uma pessoa melhor a cada dia. E eu espero que, algum dia, as pessoas possam entender que não é ‘apenas um cão’, mas aquilo que nos torna mais humanos e nos permite não ser ‘apenas um ser humano’…

Então, todas as vezes em que escutamos de pessoas a frase: ‘é apenas um cão…’ devemos apenas sorrir para elas, porque elas apenas não entendem o que é ter verdadeiramente, incondicionalmente, um amigo.”
(anônimo)

Este texto reflete uma situação pela qual os amantes de animais certamente já passaram. Infelizmente, desconheço a autoria.

O nome do animal pode mudar, bem como sua espécie, mas o amor, certamente, é o mesmo.

E só quem perdeu um amigo pode saber o que faria por “apenas mais um dia”…

Dedicado a Bacci, “apenas uma cocker spaniel” que me deu o maior amor do mundo, e, infelizmente, partiu em 2007, levando um pouco de mim e deixando muito de si.

A gente se vê quando for a minha vez, Baccinha.
Mari Nogueira

PS. Este texto foi postado pela minha esposa, a melhor Mãe de Cachorro do mundo! E o amor da minha vida!

PS2. Bacci foi a melhor cachorra do mundo, através do amor dela e por ela, nossas vidas mudaram completamente. Ela que nos trouxe a Bechamel.
Nós te amamos Bacci!!

Declaração Universal do Bem-estar dos Animais


Você pode nos ajudar a obter o reconhecimento e a proteção dos animais em todo o mundo, unindo a sua voz à de 10 milhões de pessoas, para apoiar a nossa campanha “Para Mim Os Animais Importam!”.

Os animais e o tratamento que Ihes damos são muito importantes! Faça com que os animais sejam importantes também para o Governo. Faça saber ao nosso Governo que os animais são importantes para você e para o nosso país.

Ajude-nos a atingir o reconhecimento mundial que os animais merecem; eles podem sentir dor, podem sofrer e nós temos a responsabilidade em pôr um ponto final nesta crueldade em todo o mundo.

Estamos tentando recolher 10 milhões de assinaturas para que os governos tomem conhecimento de que estamos verdadeiramente empenhados em conseguir uma Declaração Universal do Bem-estar dos Animais nas Nações Unidas.

O bem-estar animal não é apenas importante para os animais. Mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo depende diretamente dos animais. Ao melhorar o bem-estar dos animais está também melhorando o bem-estar das pessoas que dependem destes animais.

Os animais também podem ser uma companhia para as pessoas, e, em alguns casos, são considerados como parte da família.

Para um problema global, uma solução global!

Chegar a um acordo quanto à importância de um problema que afeta o comportamento das pessoas que, por sua vez, se reflete nas suas ações.

Uma Declaração Universal do Bem-estar dos Animais teria um impacto real e a longo prazo em relação ao bem-estar de animais, em todo o mundo.

Você irá perder alguns poucos minutos para assinar esta petição, mas estará contribuindo, de forma decisiva, no bem-estar de todos os animais do mundo.

Acesse o link abaixo e participe desta campanha, que promete sensibilizar o mundo todo.

Para Mim os Animais Importam!

Só com a sua ajuda conseguiremos atingir as 10 milhões de assinaturas! Faça circular esta petição entre amigos, familiares, colegas de trabalho e de escola ou a qualquer pessoa que, junto conosco, queira construir um mundo melhor para todos os animais.

Uma cópia do esboço da Declaração (PDF)

Um dia isso vai acabar…Porque não hoje?


Esta semana será aberta a temporada canadense de caça às focas!

Milhares e milhares de focas bebês, serão exterminadas, com requintes de crueldade, para sassiar a vaidade humana.

A pele das focas é retirada, com elas ainda vivas, e depois o que resta, ainda com vida, é largada ali mesmo, para que morram lentamente. O importante, é que suas peles, estejam em perfeito estado!


As focas, algumas com apenas poucas semanas de vida, teem seus crânios esmagados por estes caçadores covardes, sob os olhos de suas mães, que impotentes, apenas podem gritar desesperadamente por uma juda que nunca virá.

Apenas no ano passado, foram mortas 205.000 focas!!!

Pouca coisa nós podemos fazer, mas o que podemos, tem que ser feito!!!

Abaixo está um link, para que você contribua, com seu nome, protestando contra esta barbárie.Este documento será entregue ao Comitê Olímpico Canadense em Vancouver, que está organizando os Jogos Olímpicos de Inverno deste ano.

O momento é propício, pois existe a vontade, por parte do governo Canadense, em fazer bonito nestes jogos e servir de exemplo ao resto do planeta!

O obejetivo deste site, é trazer às pessoas que querem ajudar, mas não tem tempo, ou não sabem como, uma maneira de salvar o planeta e todos os seres que vivem nele.

O seu registro pode fazer toda a diferença e, caso a caça às focas seja suspensa ou proibida, você saberá que fez parte disso e ajudou a salvar, mais de duzentas mil focas por ano!!!

Assine a petição no link abaixo e faça a diferença:
http://getactive.peta.org/campaign/p2_seal_slaughter_09?c=peta2_enews

A Hora do Planeta – Participe



Hora do Planeta 2009A Hora do Planeta é um ato simbólico no qual governos, empresas e a população de todo o mundo são convidados a demonstrar sua preocupação com o aquecimento global e as mudanças climáticas.

O gesto simples de apagar as luzes por sessenta minutos, possível em todos os lugares do planeta, tem o significado de chamar para uma reflexão sobre o tema ambiental.

Conhecido mundialmente como Earth Hour, a Hora do Planeta será promovida no País pela primeira vez pelo WWF-Brasil e conta com a adesão e apoio do Rio de Janeiro , a primeira cidade brasileira a aderir à iniciativa.

Em 2009, a Hora do Planeta será realizada no dia 28 de março, das 20h30 às 21h30, e pretende contar com a adesão de mais de mil cidades e 1 bilhão de pessoas em todo o mundo. Mais de 170 cidades de 62 países já confirmaram sua adesão à Hora do Planeta.

Realizada pela primeira vez em 2007, a Hora do Planeta contou com a participação de 2,2 milhões de moradores de Sidney, na Austrália.

Já em 2008, o movimento contou com a participação de 50 milhões de pessoas, de 400 cidades em 35 países. Simultaneamente apagaram-se as luzes do Coliseu, em Roma, da ponte Golden Gate, em São Francisco e da Opera House, em Sidney, entre outros ícones mundiais.Cadastre-se já no site Hora do Planeta e participe também deste movimento.

O que você pode fazer

Desligar as luzes por uma hora é um bom começo. Porém, existem muitas outras coisas que você pode fazer para contribuir para o sucesso do Earth Hour 2009.

Cadastre-se agora. Faça parte do Earth Hour e obtenha dicas e ferramentas úteis para reduzir a sua pegada de carbono todos os dias.

Informe um Amigo. Ainda melhor – fale com eles, sua família e até seus colegas de trabalho. Incentive-os a se cadastrarem. Mande-lhes um e-mail com um link para este website e mobilize mais pessoas!

Conte a Sua História: A Rede WWF está colecionando histórias sobre como as mudanças climáticas vêm modificando a vida das pessoas. Visite a página Testemunhas do Clima e deixe seu depoimento em português ou em inglês.

Inclua a Hora do Planeta no rodapé dos e-mails Faça do download do GiverSign e adicione ao seus e-mails ou ao seu blog um selo para ajudar a divulgar a Hora do Planeta. Conte para todo mundo que você aderiu a este movimento e incentive seus amigos a participar!

Clique aqui e participe, ajudar o planeta é mais fácil do que parece!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...